Prefeitura reabre Hospital Dia para cirurgias de baixa complexidade
Jornal da Região

Prefeitura reabre Hospital Dia para cirurgias de baixa complexidade

Abr 28, 2017

O prefeito Paulo Serra reabriu o Hospital Dia no Centro Hospitalar Municipal (CHM),  dia 25, serviço que vai diminuir a demanda reprimida de cirurgias de baixa complexidade e que permite que o paciente realize o procedimento e no mesmo dia tenha alta. 

A expectativa é que sejam realizados por mês cerca de 120 atendimentos no setor, sendo que a primeira cirurgia já está marcada para esta quarta-feira (26). A novidade marca o aniversário da antiga Santa Casa, um equipamento de 105 anos, que além de tudo, ganhou nova denominação e passa a se chamar “Dr. Newton da Costa Brandão”, em homenagem ao ex-prefeito do município.
“Essa é mais uma das frentes do Programa Saúde Fila Zero, que visa diminuir a demanda reprimida de exames, consultas e cirurgias na cidade. Primeiro fizemos o mutirão no dia 8 de abril, conseguimos a aprovação da compensação tributária por meio de prestação de serviços na área da saúde e agora teremos mais um serviço que vai agilizar o atendimento à população. É importante ressaltar que não é só a velocidade para resolver o problema que tem preocupado nossa gestão, mas também a qualidade dos serviços, por isso estamos fazendo tudo com responsabilidade e buscando a satisfação da nossa população”, comentou o prefeito Paulo Serra, que estava acompanhado do vice-prefeito Luiz Zacarias e da secretária de Saúde Ana Paula Peña Dias.
O espaço possui área de espera e admissão de pacientes, leitos de pré/pós-operatório e área para prescrição. Serão realizados procedimentos de várias especialidades, como vasectomias, correção de cicatrizes de queimaduras e inestéticas, cirurgia de varizes, da tireóide, hérnia inguinal e a de pedra na vesícula, sendo que esta última representa 400 solicitações do total de 900 procedimentos em fila de espera para o CHM. Além da demanda reprimida, a retomada deste serviço vai liberar o centro cirúrgico atual, o que resultará em uma menor espera dos pacientes internados para cirurgias de maior porte, como a neurocirurgia, ortopedia e cirurgias oncológicas. Haverá impacto também no fluxo de atendimento e encaminhamento da rede básica e também no Departamento da Rede de Atenção às Urgências e Emergências.
O Hospital Dia estava inativo desde agosto de 2015, quando foi realizada a última cirurgia no local e seu fluxo tinha sido direcionado à mesma concorrência de cirurgias de grande porte, realizadas no centro cirúrgico do terceiro andar. Mesmo antes disso, a ala funcionava com problemas por falta de mão de obra. Desde a sua abertura, faltavam principalmente profissionais de enfermagem, forçando o deslocamento de funcionários do Centro Cirúrgico para o Hospital Dia, o que acabava descobrindo um setor apenas para manter outro em funcionamento. Além disso, apesar de existirem duas salas de cirurgia no Hospital Dia, apenas uma era utilizada na época, pois até então só havia um carrinho de anestesia.
Para solucionar o problema, foram investidos R$ 300 mil em equipamentos e R$ 15 mil por mês com a contratação de enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem para trabalhar no setor. 

Nova denominação - Após passar por aprovação dos vereadores na Câmara Municipal de Santo André, o Centro Hospitalar Municipal ganhou nova denominação, passando a se chamar Centro Hospitalar “Dr. Newton da Costa Brandão”. Durante o cerimonial desta tarde, a irmã do homenageado, Maria Helena Brandão, compareceu para representar a família e também foi lida uma carta da viúva do ex-prefeito, Maria Pires Brandão. Na carta, a ex-primeira dama comenta a importância do Hospital na vida de seu marido. “Assim que chegou de Minas Gerais, a Santa Casa foi o primeiro local que ele visitou, assim escolheu a própria rua João Ramalho [onde está localizado o CHM] para morar e construir nossa família. Nós agradecemos a homenagem a quem sempre amou Santo André”.
O médico Newton da Costa Brandão foi prefeito do município por três mandatos, de 1969 a 1973, 1983 a 1988 e 1993 a 1996. Brandão faleceu em dezembro de 2010, aos 83 anos, vítima de um infarto agudo.
0
0
0
s2smodern