Jornal da Região
Santo André ganha quarta Loja Solidária


A Prefeitura de Santo André, por meio do Núcleo de Inovação Social, inaugurou dia 15, a quarta Loja Solidária da cidade, no Grand Plaza Shopping, local estratégico na região central. O espaço é permanente e ficará aberto diariamente para receber diversos tipos de doações, entre elas, roupas e calçados de todos os tamanhos, cobertores, acessórios, material de limpeza e higiene, alimentos não perecíveis, brinquedos, livros, ração e produtos para animais, material escolar e eletrodomésticos, desde que estejam em condições de uso. A arrecadação será distribuída para as instituições sociais da cidade conforme a necessidade.

“Era uma ideia que começou tímida e agora já estamos na quarta loja, só temos que agradecer o apoio de cada shopping. Resgatamos este trabalho de incentivar a solidariedade na cidade, de trazer ações sociais, com visão inovadora. Na tragédia de Brumadinho/MG arrecadamos mais de 3 toneladas de alimentos em apenas uma semana, mostrando que a população está disposta a ajudar, que a cidade já entendeu este conceito diferente”, afirmou a primeira-dama e presidente do Núcleo de Inovação Social, Ana Carolina Barreto Serra.

O prefeito Paulo Serra destacou a importância da presença dos pontos de arrecadação em locais de grande movimentação. “Esta loja é um espaço gratuito e tem uma tarefa muito importante de mudar o conceito de solidariedade da cidade. As doações ficam concentradas em lugares de referência, que são os shoppings, trazendo inovação, criatividade, baixo custo e efetividade, reunidos neste conceito. Muitas vidas são transformadas através destas doações", afirmou.

Até o final do ano passado, as Lojas Solidárias arrecadaram mais de 19 mil itens, que foram distribuídos para 70 instituições da cidade. A nova unidade está localizada no Grand Plaza Shopping, próximo ao hipermercado Extra, na avenida Industrial, 600. As outras três lojas funcionam nos shoppings ABC, Atrium e Shoppinho Santo André.

São Bernardo terá Batalhão Especial da Polícia Militar


O governador João Doria assinou decreto que oficializa a instalação do Batalhão Especial da Polícia Militar (Baep), em São Bernardo. O ato ocorreu no Palácio dos Bandeirantes e contou com a presença do prefeito Orlando Morando, da deputada estadual eleita, Carla Morando, dos secretários Humberto Rodrigues (Coordenação Governamental) e coronel Carlos Alberto dos Santos (Segurança Urbana), além do presidente da Câmara Municipal de São Bernardo, o vereador Ramon Ramos. Também participou da solenidade o vice-governador e secretário de Governo, Rodrigo Garcia, o secretário de Segurança, General Campos, o coronel Salles, comandante geral da PM, e Rui Ferraz, delegado geral da Polícia Civil.

A implantação do Baep de São Bernardo deverá ocorrer em 12 de abril, data em que o governador João Doria completará 100 dias de governo. O equipamento tem caráter regional e atenderá as demais cidades do ABC. “Levaremos uma força especial padrão Rota, com atendimento regionalizado de forma integrada. Isso, sem dúvida, melhorará a sensação de segurança do cidadão”, afirmou o governador. Além de São Bernardo, o governador autorizou a instalação em mais três cidades: Presidente Prudente, São José do Rio Preto e no centro da Capital.

O prefeito Orlando Morando enfatizou a importância do novo Baep na região, destacando a política de tolerância zero com o crime instituída pelo governador João Doria. “O Baep será implantado em São Bernardo, mas é um equipamento regional, que irá atender a todo o ABC. Trata-se de um importante avanço institucional, pois este efetivo atenderá demandas de alto risco em toda a região. Agradeço, mais uma vez, o respeito que o governador tem demonstrado à nossa cidade, autorizando mais um equipamento que levará mais segurança às pessoas”, afirmou o chefe do Executivo.

Os Baeps foram criados para combater o crime de maneira mais ostensiva no Estado. Nas unidades especializadas, as equipes atuam de forma semelhante aos padrões do policiamento de choque. Cada batalhão terá entre 265 a 295 PMs, contando com 30 viaturas e um ônibus. Além dos Baeps já anunciados, há mais cinco em funcionamento, distribuídos em Campinas, Santos, São José dos Campos, Barueri e na zona leste da Capital. No total, o Governo pretende instalar 17 unidades no Estado.

Todos os policiais que irão atuar no Baep passarão por treinamento no Comando de Policiamento de Choque para patrulhamento tático, gerenciamento de crise, negociações com reféns, busca e apreensão de artefatos explosivos, patrulha em locais de risco, ações táticas especiais, controle de multidões e policiamento em manifestações.

A capacitação ocorrerá em sete semanas, nos quais serão aplicadas disciplinas específicas do treinamento da Rotas (Rondas Ostensiva Tobias de Aguiar de Aguiar), 2º Batalhão de Choque, 3º Batalhão de Choque, COE (Comandos e Operações Especiais) e Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais).

BAEP SÃO BERNARDO – O novo equipamento ficará instalado na Avenida Redenção, no Centro, onde também será implantado o primeiro Centro de Operações Integradas de Combate ao Crime (COICC) de São Paulo, que, além do Baep, abrangerá as operações do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, além da Guarda Civil Municipal (GCM) e Defesa Civil Municipal e Estadual.

Programa Leite é Vida pode beneficiar até três mil famílias de São Caetano

A Prefeitura de São Caetano do Sul realizou, dia 13, a abertura do processo licitatório, em modalidade Pregão Presencial, que visa a contratação de empresa para fornecimento de leite em pó para os beneficiários do Programa Leite é Vida, gerenciado pela Secretaria Municipal de Assistência e Inclusão Social (Seais).

Segundo o prefeito José Auricchio Júnior, a estimativa é contemplar cerca de 3 mil famílias com dois quilos de leite em pó por mês. “Trata-se de um alimento básico e fundamental para a vida de todos”, avaliou. “Encaramos esse projeto como um investimento na saúde da população em situação vulnerável. Esperamos que em até 30 dias os trâmites estejam encerrados para que as famílias possam suplementar a carência alimentar o quanto antes”, concluiu.
“Leite é Vida é um programa de vanguarda, criado em 2009, que está reformatado e fará a diferença na vida de crianças, idosos e pessoas com doenças graves”, resumiu o secretário da Seais, Daniel Córdoba.

O PROGRAMA - O programa Leite é Vida tem como objetivo assegurar alimentação básica adequada nas fases mais necessitadas da vida, como infância e terceira idade. Para receber o benefício, será preciso preencher critérios como ser residente no município há três anos, no mínimo; ter renda per capita de, no máximo, um salário mínimo vigente; e ter cadastro ativo na Seais.
Poderão requerer os responsáveis por crianças a partir de 7 até 11 anos e 11 meses, desde que não possuam irmãos em idade de participação já beneficiados pelo programa; idosos com mais de 65 anos, que possuam alguma doença grave que necessite da complementação nutricional por meio do leite; pessoas com doenças autoimunes e/ou hepatites virais, doenças degenerativas ou câncer.

PROFAMÍLIA - Lançado oficialmente em 2009, o Leite é Vida integrava o Programa Profamília, porém teve o fornecimento interrompido em 2013. Foi retomado com outra configuração em 2014, contudo foi novamente interrompido em novembro de 2016. Vale ressaltar que a concessão do benefício tem caráter temporário e não gera direito adquirido.

São Bernardo lança Operação Pé D’água para redução dos impactos das chuvas

A Prefeitura de São Bernardo lançou, em evento realizado no Salão Nobre do Paço Municipal, a Operação Pé D´água 2018/2019, que tem como objetivo minimizar o impacto das chuvas de verão no município, por meio de mutirões preventivos em regiões mapeadas como áreas de riscos. A operação terá início oficial dia 01/12 e se estenderá até o dia 15 de abril do próximo ano, com ações informativas integradas entre 13 secretarias, além de atendimentos de ocorrências, por meio da Defesa Civil.

Entre as novidades desta edição está a possibilidade de interdição de vias estratégicas, em casos de inundações, como a ocorrida na última sexta-feira (23/11), quando a cidade chegou a registrar acúmulo de até 62 mm de água em cerca de uma hora de chuva, no Parque dos Pássaros. A medida tem como intuito evitar incidentes que culminem em mortes e prejuízos materiais nos comércios.

Para isso, a secretaria de Segurança Urbana fará o monitoramento constante de córregos e rios, por meio das mais de 400 câmeras de monitoramento espalhadas pela cidade, além dos 46 pluviômetros do município. Ao perceber o aumento do volume de água e a possibilidade de transbordamento, as vias do entorno poderão ser fechadas para passagem de veículos e pedestres.

“Na semana passada fomos surpreendidos por uma chuva que nenhum instituto de meteorologia previu. Agora, quando estivermos diante de chances de fortes precipitações, vias com histórico de inundações, como a Jurubatuba, serão fechadas para evitar o pior. A ausência de veículos impede o aumento do volume de água, além de formação de ondas, que resultam na invasão das inundações em residências e comércios”, explicou o prefeito Orlando Morando, durante a cerimônia de lançamento. O ato também contou com presença do vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, e demais autoridades municipais.

Os atendimentos da operação também envolverão o trabalho de grupos operacionais, que serão mobilizados para ampliação dos serviços de limpeza e manutenção da drenagem urbana e fiscalização dos setores de risco, além de grupos externos de apoio – em especial dos Núcleos de Proteção e Defesa Civil (Nupdecs) –, abrangendo 44 comunidades, como Jesus de Nazareth, Limpão, Vila Esperança, Vila São Pedro, Jardim Represa, Cafezais/Montanhão, Silvina Audi, Areião, Alvarenga, Parque Imigrantes, Núcleo Santa Cruz, Jardim Jussara, Capelinha, Biquinha, entre outros.

Além das ações in loco, a Defesa Civil também realizará amplo trabalho de comunicação sobre os fatores de risco, ações de prevenção e procedimentos para eliminar ameaças de ocorrências, com instalação de outdoors e distribuição de calendários e materiais informativos. Na última operação Pé D´água (2017/2018), a cidade registrou redução de 47% no volume de ocorrências comunicadas à Defesa Civil, em relação ao ano anterior. Ao todo, foram 81 acidentes – nenhum com vítima fatal.

Pró-Memória celebra famílias em exposição virtual

Em comemoração ao Dia Nacional da Família, comemorado em 8 de dezembro, a Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul apresenta a exposição virtual Retratos de Família.

A data foi instituída em 1963 pelo decreto federal nº 52.748 e foi escolhida por coincidir com o Dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Antigamente este dia era considerado um feriado religioso.

Disponível no site: www.fpm.org.br, a mostra reúne flagrantes de famílias da cidade do início do século 20 até a década de 1960. As imagens nos mostram como a estrutura familiar mudou no decorrer dos anos. Atualmente existem vários tipos de família, de pai e mãe, duas mães, dois pais, pais ou mães solteiros, de tios e de avós. Não são laços de sangue que determinam se o indivíduo pertence a uma família, mas os laços de amor.

Santo André receberá reforço na Saúde com 12 novas ambulâncias

A cidade de Santo André passou a contar com duas novas ambulâncias de suporte avançado, além de duas motolâncias. Os novos equipamentos proporcionarão atendimento pré-hospitalar, oferecendo às vítimas os recursos necessários com a maior brevidade possível.

“Comemoramos mais estas entregas para a Saúde, contribuindo para serviços de qualidade que vão além de equipamentos físicos. Agora temos quatro motolâncias para servir a população e, além destas duas novas ambulâncias, teremos mais 10 que ainda estão por vir até o início do próximo ano. Isso é resultado de um trabalho efetivo neste um ano e 11 meses, já que Santo André não contava com equipamentos desta qualidade e suporte avançado”, destacou o prefeito Paulo Serra.

Cada ambulância, doada pelo Ministério da Saúde, custou R$ 172 mil e conta com rede de oxigênio e ar comprimido, oxigênio portátil, duas pranchas longas, GPS, ar condicionado e toda infraestrutura elétrica, além de mobiliário de uma UTI Móvel. “Só conseguimos estas conquistas porque colocamos a casa em ordem, tendo vendido carros oficiais e trocando regalias por serviços públicos de qualidade, conquistando assim parcerias como esta com o governo federal”, reforçou o prefeito.

Devido à grande resolutividade e agilidade que a equipe da motolância tem oferecido à população andreense, a Guarda Civil Municipal de Santo André doou duas motos ao SAMU, que foram adequadas conforme legislação do Ministério da Saúde.

“Desde 2013 não contávamos com uma frota renovada. E agora passam imediatamente a servir a população. A partir de hoje ampliaremos o atendimento com motos no município de duas para quatro motos. Após a habilitação junto ao Ministério da Saúde, o município passará a receber de incentivo federal a quantia de R$ 7 mil por moto, ou seja, R$ 14 mil para custear as despesas com recursos humanos e manutenção”, destacou o secretário de Saúde, Márcio Chaves.

“Para atender melhor a cidade ampliaremos, por exemplo, mais uma equipe (dupla) nas motolâncias. Estamos ainda com um projeto inovador para atender as emergências escolares, garantindo agilidade e socorro imediato à população”, completou o coordenador de urgência e emergência do SAMU, Eduardo Fernando de Souza.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) tem como objetivo atender de forma rápida vítimas em situação de urgência ou emergência, reduzindo desta forma o sofrimento e os riscos de sequelas ou morte. Por meio do número 192, a Central de Regulação Médica recebe em média 8 mil ligações ao mês. Muitas das chamadas recebidas são solucionadas de forma remota, pois as equipes possuem capacitação técnica e são altamente qualificadas e preparadas para prestar o primeiro atendimento em qualquer situação.

Santo André conta com três tipos de equipes: Unidade de Suporte Avançado de Vida, composta por médico, enfermeiro e condutores; Suporte Básico de Vida, com técnico/auxiliar de enfermagem e Condutor; e as motolâncias, que contam com enfermeiros que realizam uma média de 3 mil atendimentos mensais.

 

Em São Bernardo, Parque Ecológico Imigrantes é inaugurado

No ano em que é celebrado os 110 anos da imigração japonesa, a cidade de São Bernardo recebeu um presente da Fundação Kunito Miyasaka: o Parque Ecológico Imigrantes. Localizado no coração da Mata Atlântica, no Km 34,5 da Rodovia Imigrantes, o espaço permitirá a contemplação da natureza, acessibilidade, ecoturismo, educação ambiental, inclusão social, pesquisa e sustentabilidade.

A solenidade de inauguração ocorreu dia 29/11 e contou com o prefeito Orlando Morando, que foi recebido por Roberto Yoshiriro Nishio, presidente da Fundação Kunito Miyasaka. O ato teve as presenças de Yasushi Noguchi, cônsul geral do Japão, de Airton Grazioli, promotor público e curador de Fundações de São Paulo, dos secretários Dr. José Carlos Gobbis Pagliuca (Meio Ambiente e Proteção Animal) e Hiroyuki Minami (Desenvolvimento Econômico), além do Dr. Ivar de Souza, subprefeito do Riacho Grande. A abertura do parque para o público ocorrerá em 10 de dezembro, com visitas gratuitas e monitoradas, previamente agendadas pelo site www.parqueecologicoimigrantes.org.br.

“Como prefeito de São Bernardo só tenho o que agradecer por esse presente. Ainda estou encantado com a ousadia e o pioneirismo empreendido neste espaço. Este é um grande legado que a Fundação Kunito Miyasaka está deixando não só para nossa cidade, mas para todos. Por essa razão, nossa gestão está fazendo um grande esforço para inibir o crescimento desordenado, freando as ocupações irregulares, com um objetivo único de cuidar na nossa Mata Atlântica e da represa Billings”, destacou o chefe do Executivo.

O presidente da Fundação Kunito Miyasaka destacou a importância do espaço. “Este parque é uma obra de quase dez anos de trabalho. Como presidente do Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social, esta é minha forma de retribuir a recepção que a comunidade japonesa teve quando nossos pais chegaram aqui. Nosso sentimento é de gratidão por podermos oferecer este parque para o Brasil, principalmente para a cidade de São Bernardo”, pontuou Roberto Nishio.

Celebrando os 110 anos da imigração japonesa – O projeto do Parque Ecológico Imigrantes foi pensado, projetado e construído respeitando os princípios ideais socioambientais, nos quais a inclusão social está intimamente relacionada à conservação do meio ambiente. Tanto que é o primeiro de todo o País a receber a certificação internacional de construção sustentável Aqua-HQE. Entre as principais soluções de sustentabilidade está a escolha da madeira plástica para a construção da passarela elevada. O material possui alta resistência à umidade e exige baixa manutenção.

Além disso, o local possui um sistema fotovoltaico e eólico para backup de energia, com 3 horas de autonomia que alimenta a rede de energia e iluminação, inclusive a bomba d´água que irriga as áreas administrativas do parque e o lago. Tudo isso está em locais bastante visíveis para mostrar aos visitantes os sistemas de geração de energia movidos por fontes alternativas e limpas.

Colégio Universitário USCS tem inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Colégio Universitário USCS. As inscrições vão até 7/12/18 e podem ser realizadas gratuitamente pelo site www.uscs.edu.br. A prova ocorre dia 11/12 (18h às 21h), com resultados divulgados a partir do dia 13/12 (1ª chamada), seguidas do período de matrículas, e previsão de início das aulas em 4 de fevereiro de 2019, no período matutino (7h às 12h20).

O curso é anual. Para o primeiro processo seletivo, o Colégio Universitário USCS tem previsão de receber 600 estudantes de 1º ano. Do total de vagas, 280 serão oferecidas pela Prefeitura de São Caetano do Sul (ensino gratuito durante todo o curso), para moradores do município (4 anos ou mais) que tenham realizado pelo menos o 8º e 9º ano na rede pública, mediante aprovação no processo seletivo.

Já aqueles que residam no município há 4 anos ou mais, porém tenham realizado o 8º e/ou 9º ano em instituição privada, terão direito ao desconto de 25% na mensalidade, sendo, então, o valor para pagamento de R$ 487,50/mês. Estudantes que residam em outras cidades, ou em São Caetano há menos de 4 anos, pagam valor normal de R$ 650,00.

O Reitor da Universidade, prof. Marcos Sidnei Bassi, explica que o Colégio Universitário USCS contará com diferenciais, principalmente em sua infraestrutura: “Todos os laboratórios de saúde, o que a USCS usa no curso de medicina, de farmácia, fisioterapia, por exemplo, assim como os de comunicação e informática, a gente poderá usar para o desenvolvimento do Colégio”. Bassi cita, ainda, o início de novas turmas de cursos técnicos para o futuro: “Pretendemos abrir alguns cursos técnicos, inicialmente na área de odontologia. A ideia é que, nas áreas que nós temos cursos de graduação, tenhamos também os cursos técnicos”.

O curso será oferecido no Campus Conceição (Rua Conceição, 321, Santo Antônio, São Caetano do Sul, SP), no horário das 7h às 12h20. Haverá processo de transferência para estudantes de 2º e 3º ano, previsto para os dias 11 e 14 de janeiro de 2019. Mais informações podem ser acessadas em www.uscs.edu.br/colegiouscs.


Sobre o Colégio Universitário USCS - O Colégio Universitário USCS visa à oferta de educação e ensino de qualidade, por meio de um currículo que integra as dimensões da formação humana: trabalho, ciência, tecnologia e cultura, destacando a educação tecnológica, a compreensão do significado das ciências e sua contribuição para a vida prática. O processo pedagógico visa, portanto, sempre mais que o ensino e a inserção no mercado de trabalho, tendo em vista o envolvimento do estudante com a ciência e sua aplicabilidade. Entre os diferenciais estão: acompanhamento individualizado, incentivo ao esporte, incentivo à pesquisa e à inovação tecnológica, orientação profissional, estrutura diferenciada e cursos extras (por exemplo, curso de idiomas e preparatório para vestibulares).

Prefeitura reforça cuidado com a Dengue e entrega novos carros para fiscalização

Duas novas caminhonetes foram apresentadas pelo prefeito Orlando Morando; veículos serão utilizados pelo Centro de Controle de Zoonoses para fiscalização, monitoramento e controle de arboviroses

Em planejamento reforçado pela “Semana Nacional de Combate ao Aedes”, a Prefeitura de São Bernardo realizou dia 28, a entrega de dois novos carros para o programa “São Bernardo Contra a Dengue”. Os veículos (picape, modelo S10) serão utilizados pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), para fiscalização, monitoramento e controle das arboviroses.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, apresentou os novos modelos, acompanhado pelo secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple, do Diretor do Departamento de Vigilância Sanitária, Dr. Wagner Kuroiwa.

“Precisamos conscientizar ainda mais à população sobre a Dengue, Zika e a Chikungya. Com a chegada do verão e das altas temperaturas, a incidência da doença tende aumentar e nós não podemos permitir que isso aconteça. Com esses dois novos carros, iremos reforçar ainda mais a fiscalização e manter o mosquito longe de nossa cidade”, explicou Morando.

Identificados, os carros foram encaminhados ao município pelo Ministério da Saúde, por meio de verba do programa de Combate das Arboviroses. Todos os veículos são 0km e modernos, avaliados, em média, R$ 120 mil cada um.

Conscientização e combate – Com o objetivo de conscientizar à população, São Bernardo antecipou a “Semana Nacional de Combate ao Aedes” e ampliou o período de orientações para duas semanas. Durante os primeiros sete dias, de segunda à sexta-feira (19 a 23/11), 19 mil imóveis foram vistoriados, porta a porta, por meio dos Agentes de Controle de Endemias, em várias regiões da cidade.

Trabalho – Uma destas vistorias foi realizada na casa da diarista, Marina Lourenço dos Santos, de 60 anos. “Essas visitas da Prefeitura são de extrema importância para a saúde da nossa cidade. Aqui em casa, tenho quatro netos e eles me ajudam na vistoria e manutenção no combate à Dengue, mas infelizmente, não sei se o meu vizinho tem o mesmo cuidado”, disse.

Entre os meses de janeiro a novembro deste ano, o Centro de Controle de Zoonoses, realizou 772.077 vistorias e localizou 1.122 focos da doença. Apesar de toda essa conscientização, São Bernardo confirmou sete casos autóctones de Dengue.

Além das vistorias, o responsável pela pasta de Saúde, também esclareceu que a secretaria de Saúde também realiza um trabalho educativo com toda à população. “Disponibilizamos materiais informativos sobre o mosquito Aedes Aegypti e salientamos os principais perigos de sua transmissão. Fizemos orientações e palestras nas Unidades Básicas de Saúde e também nas escolas municipais, por meio do Programa de Saúde na Escola. Mobilizamos a população como um todo e vamos juntos acabar com os focos do mosquito. Não podemos permitir que o Aedes se aproxime de nossa cidade”, comentou Dr. Geraldo Reple.

Cuidado com as gestantes – Uma operação especial também foi montada pelo programa municipal de combate, a fim de proteger as gestantes. Todas as mulheres, usuárias ou não da rede pública, devem notificar a gravidez nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Após a notificação, as mulheres recebem uma visita dos Agentes de Controle de Endemia, para uma completa vistoria no imóvel e no bairro em que mora para identificar e eliminar todos os possíveis focos do mosquito.

Pagina 1 de 116