Jornal da Região

Os prefeitos da região participaram ontem, no Consórcio Intermunicipal Grande ABC, de reunião com o secretário de Estado da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira. O encontro foi pautado por uma série de reivindicações que os prefeitos entregaram ao governo estadual.

Quem não sabe ler e escrever ou ainda não conseguiu completar o ensino fundamental no tempo regulamentar terá uma nova oportunidade de ser alfabetizado a partir de agosto. Os moradores interessados podem procurar uma das unidades da rede municipal de ensino de Santo André e se inscrever nas turmas de Eja (Educação de Jovens e Adultos), são 25 Emeiefs (Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental) e cinco Centros Públicos de Formação Profissional. As aulas serão realizadas com professores habilitados e material gratuito fornecido pelo PNLD (Programa Nacional do Livro Didático).
Com salas espalhadas por toda a cidade para alcançar a população das áreas mais afastadas do centro, a Eja é dividida em duas etapas. A primeira, a Eja I, é voltada para quem precisa passar pelo processo de alfabetização, reafirmar conhecimentos adquiridos e construir novos conhecimentos. Esta fase corresponde ao período entre o 2º e o 5º ano do Ensino Fundamental (antigo primário), com duração de dois anos, em média. As inscrições ficam abertas até 30 de setembro.
 
Já a EJA II é voltada para quem precisa cursar do 6º ao 9º ano e, assim, concluir o Ensino Fundamental. A perspectiva é de uma educação integral (reconhecimento de si, reconhecimento do outro, leitura de mundo) com uma metodologia interdisciplinar, tendo o trabalho como princípio educativo. Nesta etapa, o aluno tem ainda aula de informática, possibilitando a utilização da ferramenta na inserção no mundo do trabalho na era da informática.
A segunda fase é composta por termos, cada um corresponde ao que muitos conhecem como “série”. Assim, aquele aluno que já terminou até a 5ª série é matriculado no 2º termo (equivalente a antiga 6ª série). Como cada termo dura seis meses, as matrículas acontecem no início e no meio do ano. Para o próximo semestre, as matrículas da EJA II terminam dia 9 de agosto.
Para se inscrever é preciso ter 15 anos ou mais e morar em Santo André, além de comparecer a uma das unidades abaixo munido de cópias do RG, do comprovante de endereço e do comprovante original de escolaridade.
 
Veja abaixo a lista de unidades onde há salas da Eja:

 

BAIRRO | VILA | JARDIM

EMEIEF'S COM EJA

 
 

1

Camilópolis

Vinícius de Moraes

 

2

Cata Preta

Carolina Maria de Jesus

 

3

Cidade São Jorge

Comendador Piero Pollone

 

4

Condomínio Maracanã

Dom Jorge Marcos de Oliveira

 

5

Dora

Padre Fernando Godat

 

6

Erasmo

Luiz Gonzaga

 

7

Estádio

Prof. Antonio Virgílio Zaniboni

 

8

Estela

Fernando Pessoa

 

9

Floresta

Prof.ª Maria da Graça de Souza

 

10

Guarani

Elizabete Leonardi

 

11

Guarará

Cândido Portinari

 

12

Humaitá

Salvador dos Santos

 

13

Internacional

Prof. Darcy Ribeiro

 

14

João Ramalho

Madre Teresa de Calcutá

 

15

Maravilhas

Vereador Manoel de Oliveira

 

16

Miami

Machado de Assis

 

17

Milena/Las Vegas

Prof.ª Yvone Zahir

 

18

Palmares

Prof.ª Sonia Aparecida Marques

 

19

PQ. Andreense

Parque Andreense

 

20

Recreio da Borda do Campo

Chico Mendes

 

21

Profª. Maria Cecília Dezan Rocha

 

22

Sacadura Cabral

Prof. José do Prado Silveira

 

23

Santo Alberto

Prof.ª Elaine Cena Chaves Maia

 

24

Santo André

Cora Coralina

 

25

Utinga

João de Barros Pinto

 

 

BAIRRO / VILA / JARDIM

CPFP com EJA

 
 

1

Capuava

João Amazonas

 

2

Centro

Valdemar Mattei

 

3

Cristiane

Julio de Grammont

 

4

Guiomar

Miguel Arraes

 

5

Príncipe de Gales

Armando Mazzo

 

Na próxima segunda-feira (15/7), o Fundo Social de Solidariedade de São Caetano do Sul abre inscrições para cursos de capacitação profissional aos munícipes. As aulas são gratuitas e terão início em 5 de agosto. Neste segundo semestre, mais de 10 novos cursos foram incluídos na grade. Os interessados em participar devem ter mais de 18 anos e é preciso comparecer na sede da entidade, que está localizada na Rua Antonio Bento, 140, Bairro Santa Paula, com comprovante de residência e documento, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11 horas ou das 13 às 16 horas. As vagas são limitadas e serão entregues certificados nos cursos profissionalizantes. Para mais informações, basta ligar para o número 4228-8907.

A dupla sertaneja Bruno & Marrone fará o show de aniversário dos 136 anos de São Caetano do Sul, no dia 28 de julho, a partir das 20 horas, na Avenida Kennedy. O anúncio oficial foi feito pelo prefeito Paulo Pinheiro, ao lado do presidente da Associação Comercial e Industrial (ACISCS) da cidade, Mauro Laranjeira, na quinta-feira (11/7). O evento não terá custo para a Prefeitura, já que a ACISCS assumirá os gastos para a realização do espetáculo.
“Temos de agir com responsabilidade. Nossas prioridades mais urgentes são investimentos na Saúde, Educação e Segurança, porém não poderíamos privar a população de São Caetano de uma marcante festa quando dos 136 anos do município”, explicou o prefeito Paulo Pinheiro em um encontro com 70 jornalistas da imprensa do Grande ABC.
Para Mauro Laranjeira, essa parceria entre Aciscs e a Administração Municipal é de extrema importância para a consolidação do apoio mútuo entre as esferas pública e privada. “São ações como essas que visam melhorar o comércio e alavancar as vendas em nossa cidade. Fazemos parcerias com o Poder Público em diversas datas comemorativas e épocas sazonais, como Dia das Mães, Dia dos Namorados, Páscoa ou Natal, por exemplo”, destacou o presidente.
“Neste ano de 2013, quando além dos 136 anos da cidade comemoramos também os 75 anos da nossa Associação Comercial e Industrial, e sabendo da dificuldade orçamentária encontrada pelo prefeito ao assumir o cargo em janeiro, resolvemos auxiliar para a realização de um show com Bruno & Marrone, como um verdadeiro presente de aniversário à população”, completou Laranjeira.
Durante mais de duas horas, o prefeito Paulo Pinheiro, ao lado do presidente da ACISCS, Mauro Laranjeira, do presidente da Comissão de Festejos da Prefeitura, Wilson Caboclo, e do secretário de Comunicação, Fernando Scarmelloti, respondeu diversas perguntas de profissionais, não somente da mídia do Grande ABC, mas também de assessores de imprensa de vereadores sancaetanenses, fundações e autarquias da Prefeitura, sobre assuntos variados ligados ao seu governo.
Para o editor do Jornal da Região, Leandro Formigari, o encontro foi muito profícuo. “Percebo que a administração comandada pelo prefeito Paulo Pinheiro preza pela liberdade de expressão, o que vem ao encontro do novo momento da comunicação que o ABC vive, já que as cidades estão abrindo um maior diálogo com os jornalistas. São Caetano está de parabéns pela atitude.”

Durante o período de férias escolares e nos meses mais frios do ano ocorre queda significativa no número de doadoras de leite humano. A redução chega a 50% na comparação com demais meses. Por essa razão, a direção do Hospital Estadual Mário Covas de Santo André faz apelo às mães para doarem leite. O HEMC também necessita de frascos de vidro com tampa de rosca para armazenamento.
Os bancos de leite do Estado apoiam o aleitamento materno a todos os recém-nascidos, incluindo os internados em unidades neonatais e filhos de mães impossibilitadas de amamentar. São os bancos que fazem a coleta do leite junto às doadoras, armazenam e orientam sobre a importância da amamentação.
O leite materno contém nutrientes que o leite de outros mamíferos não tem, como anticorpos e glóbulos brancos – fundamentais, principalmente, para bebês com peso abaixo do normal. O leite que muitas mulheres jogam fora pode determinar a sobrevivência de prematuros, sobretudo no HEMC, que mantém UTI Neonatal.
Podem doar todas as mulheres que estiverem amamentando e tiverem leite excedente. Precisam estar saudáveis e não podem consumir medicamentos incompatíveis com a amamentação. Interessadas em contribuir devem procurar o banco de leite humano mais próximo de sua residência. No Hospital Mário Covas, as candidatas à doação podem entrar em contato pelo telefone (11) 2829-5021.

Mitos e verdades sobre o aleitamento materno

- Algumas mães não têm leite.
Mito. Toda mulher, após o nascimento da criança, produz leite por meio da sucção. Quanto mais o bebê sugar, mais leite será produzido. Beber bastante água é fundamental durante a lactação. Se a mãe produz pouco leite, pode aumentar a frequência das mamadas, ou seja, diminuir os intervalos entre elas.

- É preciso preparar a mama durante a gestação, para que a mulher consiga amamentar corretamente.
Mito. Não é necessário massagear os mamilos, esfregar com bucha vegetal e muito menos passar cremes ou pomadas. No máximo, a gestante pode tomar banho de sol ou de luz (de 40v) para auxiliar na produção de melanina.
 
- Compressa de água quente ajuda na produção do leite materno.
Verdade. Colocar compressas mornas nas mamas ajuda, sim, a produzir mais leite. Mas só são indicadas quando a produção é baixa. Do contrário, pode causar ingurgitamento mamário (empedramento e mastite).
 
- Os bebês precisam mamar em um peito por vez.
Verdade. O leite materno tem três fases. A primeira (logo no começo da mamada) tem grande quantidade de água. Na segunda fase, o leite é rico em eletrólitos, vitaminas e sais minerais (cálcio e fósforo). E na terceira fase estão as gorduras e os carboidratos. Por isso é importante que o bebê esvazie um peito só por vez, para que consiga ingerir o leite mais calórico, que vem no final da mamada. Após três horas ou quando a criança manifestar sinais de fome, oferece-se a outra mama. Nesse intervalo, o organismo produz leite nas duas mamas e é esse leite que sobra que deve ser doado. Do contrário, pode empedrar e a mãe sentir muita dor.

A região da Vila Metalúrgica vai ganhar uma nova creche com capacidade para cerca de 180 crianças de até cinco anos. O termo de parceria para a construção da unidade foi assinado pelo prefeito de Santo André, Carlos Grana, e o secretário Estadual de Desenvolvimento Social, Rogério Hamam. O acordo faz parte do programa estadual Creche Escola para ampliar o aumento de creches em São Paulo e estabelece que o município fornecerá o terreno e o Governo do Estado ficará responsável pela obra.

A Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de São Caetano do Sul aplicou a Prova São Caetano a cerca de 12 mil alunos do 3º ao 9º ano do Ensino Fundamental. O teste unificado para toda a rede foi criado este ano para permitir um diagnóstico apurado do nível de aprendizado dos estudantes da cidade, de acordo com sua faixa etária, e uma análise do estágio atual do ensino nas unidades escolares do município. De posse dessas informações, a Educação sancaetanense poderá definir ações específicas para cada escola na busca por uma melhor qualidade de ensino.
“Uma das dificuldades para avaliarmos o nível do ensino em nossas escolas é o fato de o currículo não ser unificado. Começamos a mudar este quadro neste ano e por isso teremos condições de aplicar a primeira Prova São Caetano, com um conteúdo adequado a todas as unidades do município”, explica o secretário de Educação, Daniel Belluci Contro. “Iremos aplicar duas avaliações em 2013, mas pretendemos, a partir da uniformização curricular das escolas, que a Prova São Caetano seja trimestral ou até bimestral.”
O educador destaca que o intuito da avaliação é gerar dados comparativos que possibilitem uma análise da real situação do ensino em cada escola de São Caetano. “Para elevarmos a qualidade da Educação no município, é fundamental que saibamos em que estágio estão as crianças e jovens de nossas escolas. Só assim vamos saber onde estamos indo bem e onde temos de melhorar. Uma avaliação como a Prova São Caetano gera uma grande quantidade de dados que permitem uma gestão mais detalhada do dia-a-dia da rede municipal de ensino.”

Informações obtidas por meio da Pesquisa Socioeconômica do Grande ABC, produzida pelo Instituto de Pesquisa da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (Inpes), mostram que a região tem grande representatividade quanto à população com acesso à internet em casa.

O governador Geraldo Alckmin anunciou dia 04/07, o lançamento da consulta pública para o edital da PPP (Parceria Público-Privada) que prevê a construção da Linha 18-Bronze do Metrô. A linha será construída em monotrilho e ligará as estações Tamanduateí, na zona leste da capital, a Djalma Dutra, em São Bernardo do Campo.

Notícias mais lidas

Anuncie no Jornal da Região e tenha muito mais visibilidade!